sexta-feira, fevereiro 14

Sobre isso de a nova geração não ter infância

Eae pessoas gostosas :3
Suave?
Bom, eu tava vendo um post no meu facebook, dizendo o que vários outros já disseram. "Que a nova geração não teve e não tem infância."
Ok.
Inocencia en su forma más pura. Bom, eu sou da nova geração, a era digital como dizem. E sim, eu tive infância.
Eu brinquei na rua, brinquei de pega-pega, esconde-esconde, polícia e ladrão, ralei joelho, colecionei tazzo, brinde de salgadinho, deixei bola cair na casa dos outros, brinquei de pião, tentei com bolinha de gude, via um escorregador e só faltava chorar de alegria, brincava de "monstro", de pique-esconde, pega-pega corrente, escutava xuxa, jogava três marias, pulava amarelinha.
Fora muitas outras coisas que eu fazia.
Até hoje tem mulecada na frente da minha casa jogando bola, taco, correndo.
Eu vejo direto criança brincando na rua, e isso me deixa feliz.
Porque eu vejo que as pessoas que se orgulham de sua geração, estão erradas. E que elas falam isso porque não tinham o que nós, a "nova geração", temos.
Brincar na rua é uma coisa de sangue, quem não brinca tem vontade. Eu lembro que não podia ir pra rua sozinha, então eu via aquele monte de criança brincando pela frestinha do meu portão e tinha vontade de sair lá e brincar com eles.
Era tanta brincadeira, mas mesmo assim a gente brincava de tudo e ainda tinha que inventar pra não parar de brincar. Eu mesma inventei várias.
E mesmo que as crianças de hoje não brinquem tanto como antigamente, tudo é uma infância. Por mais vazia e monótona como muitas de hoje são, são infâncias.
Cada um tem a sua. Cada um faz a sua.
Então por favor, não falem que a nova geração não tem infância.


terça-feira, fevereiro 4

Resenha: A culpa é das Estrelas

Eae gente! Acho que tem gente que gostou do post já pelo título né?
É, eu finalmente lia o "A culpa é das Estrelas", mesmo depois de me conter pra não ler porque tinha certeza de que me faria mal. Deixa eu explicar melhor.
O livro é bem conhecido por conta da história meio triste, e eu sou uma pessoa bem manteiga sabe? Que chora por muitas coisas. Aí eu não queria de nenhuma forma ler esse livro, porque eu sabia que eu iria chorar baldes. Mas ok.

Resenha:
O livro conta a história de Hazel Grace, uma menina com câncer nos pulmões, o que faz ela ter que carregar um carrinho com uma bomba de oxigênio pra todo lugar.
Ela frequenta um grupo de apoio a pessoas com câncer que fica no coração literal de uma igreja, e lá ela conhece Augustus. E aí começa uma história que pode ser a mais linda que já li.
Augustus teve um câncer um pouco raro e por conta dele teve que ficar sem uma das pernas, mas que agora está com quase 100% de chances de não obter mais nenhum.
Hazel e ele vão se conhecendo e passando por coisas que só um entende do outro.

Minha opinião:
O livro é lindo e acho que nunca chorei tanto com uma história. Eu tentei mas a questão de não saber o que acontece com Hazel Grace e Augustus Waters de verdade me venceu e me fez ler o livro.
E sinceramente, por mais que tenha me "feito mal", eu tive um aprendizado muito grande com ele.
Recomendo totalmente, porque acho que todo mundo deve conhecer uma história assim. E eu não acho isso por conta da condição deles e do câncer, e sim por conta do amor que eles tinham.

"Alguns infinitos são maiores que outros."




Flw's o_/*




segunda-feira, fevereiro 3

Inspiração - Luar

Eae!
Faz tempo que não faço post de inspiração né? Ahahue
Hoje o que vai nos inspirar é o luar, que banha a noite. :3
Tumblr

Luar Music

Luar

Todos os tamanhos | Luar, Praia da Pedra-PE, Brasil. Explore. | Flickr – Compartilhamento de fotos!

Facebook

lua... | via Facebook

Flw's o_/*

domingo, fevereiro 2

J. K. Rowling se diz arrependida do casal "Romione" e que preferia Mione com Harry

Eae povo, suave?
Eu estava no facebook ontem e me deparei com a notícia de que tis Jô estava arrependida. Mas como assim?

Durante uma entrevista para jornal britânico The Sunday Times, J. K. Rowling disse a entrevistadora, no caso Emma Watson, que se arrependia do casal Rony e Hermione e que aquela escolha foi mais "pessoal".
"Eu escrevi a relação de Hermione/Ron para realizar um desejo. Essa é a forma como aconteceu, na verdade. Por razões que tem pouco a ver com literatura e muito mais a ver comigo me aferrando a trama como eu a imaginei inicialmente, com Hermione ficando com Ron".
Vale a gente lembrar que o amor dos dois foi construído durante os 7 livros e 8 filmes e que durante tais, eles foram cada vez mais demonstrando ciúmes, afeto, carinho, e sinais de que se gostavam. Mesmo assim J. K. acredita que eles seriam o tipo de casal que precisaria frequentar uma "terapia de casal".
“Eu sei, eu sinto muito, eu posso ouvir a ira e a raiva que posso estar causando em alguns fãs, mas se eu for completamente honesta, a distância me deu um novo olhar sobre esse assunto. Foi uma escolha que fiz por razões completamente pessoais, não por razões de credibilidade. Eu estou quebrando o coração das pessoas ao dizer isso? Eu espero que não.”
 Emma Watson, que interpretou Hermione na saga e que estava entrevistando a autora, declarou:
"Acredito que há fãs ai fora que perceberam isso também e que se perguntam se Ron realmente seria capaz de fazê-la feliz". 
A notícia surgiu por conta de um tweet. Quer dizer, o twitter oficial do The Sunday Times postou a foto da primeira capa do jornal, a imagem rodou e alguém traduziu.

Agora a minha opinião:
Sinceramente eu não poderia estar mais decepcionada. Eu sempre fui apaixonada pelo casal "Romione" porque ele fugia da normalidade. Não tinha o clichê da principal com o principal, era diferente e inovador. Agora depois de mais de 10 anos onde todos nós acompanhamos o amor deles se formar, se criar e se transformar, a tia Jô diz estar arrependida? Ela construiu o amor dos dois com cada detalhe possível, fez eles demonstrarem ciúmes, afeto e outros sentimentos ligados ao amor um pelo outro e nos fez torcer por eles. Acho que nem os caras que shippam Dramione ou Harmione ou sei lá, estão felizes. Antes tínhamos a certeza de que ela era feliz com o Rony e que eles eram o casal perfeito e agora sabemos que eles podiam ser um casa infeliz?! Como assim tia Jô?! E ela ainda e seja que não tenha quebrado corações, eu estou indignada com isso e ainda não acredito que ela possa ter dito isso.
Mesmo eu estando indignada assim como muitos devem estar, temos que lembrar que são rumores e em quantas "peças" o jornal "The Sunday Times" já pregou né? O que quero dizer é que não devemos acreditar de imediato, já que o jornal ainda não foi ás bancas e que quando for, nós saberemos se eles não distorceram um pouco os fatos pra dar uma causada básica.
É isso gente, quando mais notícias saírem, eu volto aqui pra explicar ok?!
Flw's o_/*

sábado, fevereiro 1

Princesas barbadas

Esse! Suave?
Eu não sei se vocês andam reparando mas, estão surgindo várias ilustrações bem loucas das princesas da Disney.
Então o ilustrador Adam Ellis criou mais uma dessas, e dessa vez ele cuidou uma coisa meio, digamos, peluda. Ahahue
Bora conferir?

Momentos

Eu estava pensando a algum tempo, em como eu sempre me preocupo com coisas pequenas que na maioria das vezes são irrelevantes aos outros.
Eu não quero dizer que me apego a por exemplo, o canto de um passarinho ou sei lá. Mas sim que eu ás vezes vejo algo e penso se um dia eu vou me lembrar daquilo e se aquilo vai me fazer ficar pensando e até se um dia aquilo vai ser uma lembrança ruim pra mim.
Mas por um ponto é bom porque, assim eu vou ter sempre várias lembranças de tudo e de todos.
E eu nem sei porque vim contar isso, mas talvez eu me lembre desse momento daqui a alguns anos.
:3