terça-feira, junho 17

Domingos

Eu acordei com a luz do sol esquentando meu corpo. O lençol azul da minha cama de casal tinha soltado de um dos lados. O lado vazio que era preenchido algumas noites.
Levantei e ajeitei minha calça, fui até a janela e fechei a cortina quebra-luz. Me virei mas antes de voltar pra cama, decidi olhar a paisagem da minha janela. Dela eu podia ver todo dia uma grande praia, de areia branca e palmeiras de folhas verdes e viçosas. Isso um dia já me alegrara muito. Mas ultimamente era indiferente a tudo aquilo.
A noite passada tinha sido agitada, cheguei em casa ás quatro da manhã, bêbado e cansado, e ao entrar no meu apartamento só consegui correr pro banheiro, vomitar tudo aquilo, tirar a camisa e jogar no cesto de roupa suja e me jogar na cama.
Hoje era vez da ressaca. Ela fazia minha cabeça latejar, eu já devia estar acostumado com tudo isso, era sempre assim. Era como naquele ditado: primeiro a tempestade, depois a bonança, mas ao contrário.
Coloquei uma camiseta que estava jogada em cima do sofá do meu quarto e fui pra cozinha. Me sentia vazio e sem sentido.
Fiz um misto-quente e peguei um suco na geladeira. Sentei á mesa, de costas pra janela e observei as outras cadeiras vazias. Tomei meu suco e nem toquei no misto, deixei na mesa mesmo.
Fui até o banheiro e liguei o chuveiro. Tirei minha roupa, entrei e senti aquele jato quente de água na minha cabeça. Eu precisava muito daquilo.
Sentei no chão do box e deixei a água correr por minha pele, lentamente, por incontáveis minutos.
Era domingo e eu nunca gostei de domingos. Pra mim domingos são dias vazios, assim como minha vida, e eu já não aguento isso.
Pois é. Vazio e mais vazio.
Não há nada pra completar, nem cor, nem gente, nem nada.
Ás vezes algumas pessoas tentam preencher esse vazio, mas eu tenho uma incrível habilidade de afastar todo mundo.
Já tive várias mulheres de apenas uma noite, vários amigos de apenas um copo e familiares de apenas um favor.
Pra mim, nada era por completo ou para sempre.
E isso me dava medo, me assustava, me deixava receoso...

quarta-feira, junho 11

...

É que, eu aprendi que se der deu sabe? E que se não der é melhor seguir em frente. Porque a vida é assim tá ligado? Ela as vezes dá umas vaciladas, derruba a gente, mas nós temos que aprender a levantar e superar a vida. Porque no fim só acontece mesmo se tiver que acontecer. A vida não tá escrita, porque a gente que escreve sabe? Ás vezes o lápis escorrega e escreve uma coisa errada, tipo esses sentimentos que só deixam a gente mal. mas é pra isso que existe a borracha. E também é por isso que a gente só usa caneta pra escrever depois que já sabe como. Eu sei que parece que as coisas só dão errado, mas pode ser que no fim o errado seja o certo. Olha, eu sei que parece que tudo isso é azar, que só serve pra ferrar a gente, mas aos poucos nós percebemos que só acontece pra que novas portas sejam abertas. E vai parecer clichê pra caramba, mas Deus prepara as coisas pra gente, a gente só tem que ir escrevendo a historia que ele dá o jeito dele e transforma em realidade. Não dá pra desistir, até porque desistir não vai fazer sua vida mudar. Então é melhor lutar por algo e correr atrás do que cruzar os braços e esperar a oportunidade vir te buscar.

terça-feira, junho 10

Resenha - Filme Kick-Ass

Hey.. Nice?
Hoje eu vim falar de um dos meus filmes preferidos. Sim, é o Kick-Ass, por mais que pareça ridículo eu gostar tato de um filme assim. Ok, eu concordo que esse filme é muito ruim, de verdade. Mas de tão ruim é bom, sabe? Enfim, bora pra resenha.
Resenha: Dave é um adolescente nerd cansado de apanhar, ser ameaçado e ver a impunidade sem ter ninguém para proteger as pessoas de tudo isso. Então ele resolve se transformar em herói. Seu nome? Kick-Ass.
Sem saber muito sobre esse negócio de ser herói, ele sai pras ruas e acaba dando sorte em um "combate" em que é gravado ganhando uma luta de dois bandidos que surravam um cara na rua. O vídeo vai parar na internet e ele acaba ficando conhecido.
Mas o que ele não fazia ideia, era que sua fama o colocaria em uma enrascada. Ele acaba envolvido em um plano de vingança de Big Daddy, um super-herói meio misterioso que conta com a ajuda de sua filha Hit Girl, contra Frank D'Amico, um mafioso da cidade.
Minha opinião: Eu simplesmente amo esse filme, e não tem motivos. O filme é péssimo, a história é meio sem sentido e acontecem umas coisas meio impossíveis. Mas é isso que torna o filme bom. Quando eu assisti pela primeira vez eu não tirava o olho do filme, eu ri tanto que chorei e eu esperei ansiosamente o 2º. O 2º já saiu e as gravações do 3º já foram confirmadas. Vale a pena assistir, porque o filme é feito pra rir. E cumpre seu objetivo.





É isso.
Beijos, flw's.

Série Objetos Mágicos - Vira-Tempo

Hey.. Nice?
Decidi fazer uma série de objetos mágicos de livros e filmes, e hoje eu vou falar do Vira-Tempo, da saga Harry Potter. Espero que gostem dessa nova série ;3
Vira-Tempo: O Vira-Tempo é um objeto mágico do mundo de Harry Potter. É usado para se estar em mais de um lugar ao mesmo tempo, facilitando assim a vida de pessoas muto atarefadas. Apareceu pela primeira vez em Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, com Hermione que precisava do objeto para comparecer á todas as aulas em que se escreveu e recebeu uma autorização para tal uso. 
Extremamente perigoso, seu uso é controlado pelo Ministério da magia pro já ter causado problemas com quem mexeu no tempo.
É um colar com dois aros e uma ampulheta no meio, funciona ao se girar a ampulheta o número certo de vezes para chegar ao momento desejado. Em inglês: Time-Turner.
Beijos, flw's.

segunda-feira, junho 9

Filmes da semana - 2/8 de junho

Hey..Nice?
Decidi fazer uma coisa diferente. No caso seria um "apanhado" das minhas semanas. Vou começar pela última que foi do dia 2 ao dia 8 e vou falar os filmes que vi ok?

Filmes:
Bater ou Correr: Em 1800, uma princesa (Lucy Liu) sequestrada na Cidade Proibida, na China, e levada até o Velho Oeste americano. Na tentativa de salvá-la parte Chon Wang (Jackie Chan), que se depara com uma cultura completamente diferente da sua. Ao ser atacado por cowboys armados, Wang responde com acrobáticos golpes de kung fu que deixam os americanos de cabelo em pé.
Assisti domingo, mesmo já tendo visto esse filme umas dez vezes. E ele não perde a graça. Ok, eu gosto de filmes bestas.
A Busca: Theo Gadelha (Wagner Moura) e Branca (Mariana Lima) são casados e trabalham como médicos. O casal tem um filho, Pedro (Brás Antunes), que desaparece quando está perto de completar 15 anos. Para piorar a situação, Theo fica sabendo que Branca quer se separar dele e que seu mentor (Germano Haiut) está à beira da morte. Theo sai em busca do filho sumido e aproveita a viagem para se redescobrir.
Assisti quinta-feira, perdi o começo mas do ponto que vi não pude parar. Eu quase perdi o horário da escola, mas deu tudo certo. Só me decepcionei com o fim, achei que ia render mais. Mas é muito bom, mesmo assim.
HANNA: Hanna (Saoirse Ronan) foi criada na fria Finlândia pelo pai, um ex-agente da CIA (Eric Bana). Treinada para ser a assassina perfeita, ela leva uma vida completamente diferente da de qualquer outro jovem de sua idade. Um dia Hanna recebe uma missão do pai e atravessa a Europa enganando agentes experientes com os ensinamentos de seu mentor. Quando o alvo vai ficando cada vez mais perto, porém, alguns segredos vêm à tona e a garota passa a questionar seus atos.
Eu assisti domingo e cara, que filme louco vey. É simplesmente perfeito. A mina mata todo mundo, todo mundo mata todo mundo, a história da mina é misteriosa e todo mundo é misterioso. O pai dela é meio estranho, tem uma mulher que quer matar ela, todo mundo de quem ela é próxima morre e o filme todo guarda um segredo. Pois é, o melhor da semana, sem mais.

É isso, assistam, principalmente HANNA  e tchau. Beijos e flw's.

90 coisas sobre mim

Hey.. Nice?
Eu ando meio sem inspiração, mesmo que eu tenha muitos posts marcados pra fazer e só não faço por falta de vergonha na cara. O caso é que eu estava por aí, vendo posts alheios de blogs que sigo e vi esse, o 90 coisas sobre mim no blog Stroke of Insanity e decidi fazer também. A tag já é conhecida, (mesmo eu não conhecendo) e vários blogs já fizeram. Mas bora pro que interessa né?
Qual foi sua...

1) Última bebida: Nescau com Neston.
2) Última ligação: Pai.
3) Última mensagem de texto: ae? pra minha prima
4) Última música que ouviu: - Pontes Indestrutíveis - Charlie Brow Jr.

Você já...

5) Saiu com duas pessoas ao mesmo tempo ? Não.
6) Foi traído ? Não.
7) Beijou alguém e se arrependeu ? Não. Ok, talvez eu nem tenha beijado alguém ainda.. pse
8) Perdeu alguém especial ? Não.
9) Ficou deprimido? Sim.
10) Bebeu muito até passar mal? Não.

Liste os seus três filmes favoritos:

11) O espetacular Homem-Aranha.
12) Harry Potter e o Cálice de Fogo.
13) Kick-Ass - Quebrando Tudo. Pse..

Desde o ano passado, você...

14) Fez algum amigo novo: Sim.
15) Se apaixonou:  Não.
16) Riu até chorar: Sim, incontávies vezes.
17) Conheceu alguém que mudou sua vida: Talvez.
18) Descobriu quem são seus melhores amigos: Sim.
19) Aprendeu alguma coisa importante, nova? Em partes.
20) Beijou alguém da sua lista de amigos do Facebook: Não.

Geral:

21) Quantas pessoas do seu Facebook você conhece pessoalmente? 90%, não adiciono qualquer um..
22) Você tem algum animal de estimação? Sim, um cachorro chamado Bob e um jabuti chamado Bentinho (pse)
23) Você mudaria seu nome? Não, gosto dele como é.
24) O que você fez em seu último aniversário? Ganhei um bolo das minhas amigas, fiz prova e comi tender.
25) Que horas acordou hoje? 12:04.
26) O que estava fazendo ontem à meia noite? Tava no pc e vendo tv.
27) Está assistindo algo no momento? Serve o Vídeo Show? kk
28) O que é algo que você não vê a hora de acontecer? O último dia de aula..
29) A última vez que você viu a sua mãe: Hoje, agora pouquinho mesmo tava ajudando ela.
30) O que você gostaria de mudar em você mesmo? O fato de eu ser meio cavala com certas pessoas, é meu jeito mas ás vezes eu fico com medo das pessoas não quererem conviver comigo por isso sabe? Enfim..
31) O que você está ouvindo agora? Uma música no rádio que eu não conheço.
32) Você conhece alguém que tem um nome muito estranho? Sim.
33) O que mais te irrita? Gente que se faz de besta e acha que tá me enganado mas não tá e na verdade só tá me deixando ocm mais raiva, e quando não escutam o que eu falo mesmo que seja pro bem dos outros.
34) Página mais visitada na Internet: Facebook e o site da Capricho.
35) Apelido: Gabs.
36) Signo do Zodíaco: Peixes.
37) 1º grau: 9 e 10, apenas u_u.
38) Colegial: Nenhuma nota menor de 9, tô na 8º série.
39) Faculdade: Advocacia, provavelmente Medicina e talvez Publicidade.
40) Cor do cabelo: Preto.
41) Comprido ou curto: Comprido.
42) De onde você é: Itariri/SP.
43) Altura: 1,62 eu acho
44) Você tem uma queda por alguém? Vale o Rupert Grint?.
45) O que você mais gosta em você? Meus olhos, por conta dos cílios.
46) Tem piercings? Por enquanto não.
47) Tatuagens? AInda não, infelizmente.
48) Sabe dirigir? Não.

Primeiras vezes:

49) Primeira cirurgia: Nunca fiz.
50) O que comprou com seu primeiro salário? Nunca trabalhei, ainda não pelo menos.
51) Primeiro (a) melhor amigo (a): Vitória, minha cabrita :3
52) Primeiro amor: Sei lá..
53) Primeira viagem com amigos: Uma escolar, pro Zoológico
54) O que você tem visto na TV: The Noite com Danilo Gentili.
55) Último filme que você viu: Hanna.
56) O que você tem comido: Nescau com Neston, também é comida ok?
57) O que você tem bebido: Nescau com Neston. Vocês devem achar que eu sobrevivo disso né?
58) O que você vai fazer quando terminar de responder? Ligar pra minha prima.
59) O que você tem ouvido (música): Mulher.
60) O que você espera para amanhã? Sinceramente, sei lá.

Seu futuro:

61) Quer ter filhos? Sim, 5, 3 meus e 2 adotados. Pse.
62) Quer se casar? Sim.
63) Carreira: Perita, Publicitária, Médica, Jornalista, Escritora, mais?

O que é melhor:

64) Lábios ou olhos? Olhos.
65) Abraços ou beijos? Abraços.
66) Mais baixos (as) ou mais altos (as)? Mais altos ?
67) Mais velhos (as) ou mais novos (as)? Minha idade, não muito mais.
68) Romântico ou espontâneo? Espontâneo.
69) Braços sarados ou pernas saradas? Sla.
70) Beleza ou inteligência? Inteligência.
71) Relacionamento sério ou só diversão? Relacionamento sério, eu acho..
72) Extroversão ou timidez? Um pouco de cada.

Você já...

73) Beijou um estranho? Não.
74) Fumou? Não.
75) Partiu o coração de alguém? Não que eu saiba.
76) Teve seu coração partido? Sim
77) Foi preso (a)? Não.
78) Beijou alguém do mesmo sexo? Não.
79) Chorou quando alguém morreu? Sim.

Você acredita em...

80) Você mesmo (a)? Não.
81) Milagres? Sim.
82) Amor a primeira vista? Depende.
83) Paraíso? Sim.
84) Papai Noel? Não.
85) Na fada do dente? Não.
86) Anjos? Sim.
87) Almas? Sim.
88) ET? Sim.
89) Sereias? Sim.
90) Deus? Sim.


É isso gente. Assim vocês me conhecem melhor né? Enfim, façam também.

Beijos, flws.

Livros que necessito..

Hey.. Nice?
Ok.
Tô cheia de posts pra fazer. Tô com preguiça. Sem vontade de fazer nada. E tô com sono. Mas tô aqui, porque sei que preciso fazer isso.
Ok.
Hoje eu vou falar de alguns livros que estou querendo comprar e que não vou porque me falta condição financeira e datas comemorativas pra possuí-los. Mas sonhar não custa,então eu sonho porque não preciso gastar com isso.
Filha da Floresta: Passada no crepúsculo celta da velha Irlanda, quando o mito era lei e a magia uma força da Natureza, esta é a história de Sorcha, a sétima filha de um sétimo filho, o soturno Lorde Colum, e dos seus seis amados irmãos, vítimas de uma terrível maldição que os transformou de bravos guerreiros em belos cisnes selvagens...
O domínio de Sevenwaters é um lugar remoto, estranho, guardado e preservado por homens silenciosos e criaturas encantadas, além dos sábios druidas, que deslizam pelos bosques vestidos com seus longos mantos... 
Os invasores da floresta, os salteadores de além-mar, os bretões e os vikings, estão todos decididos a destruir este lindo paraíso. Porém, o mais urgente para os guardiões de Sevenwaters é destruir o mal sombrio que se introduziu em seu domínio: Lady Oonagh, uma feiticeira, bela como o dia, mas com um coração negro como a noite. 
Landy Oonagh conquista Lorde Colum, mas não consegue encantar a prudente Sorcha e seus bravos irmãos. Frustrada por não conseguir destruir a família, ela aprisiona os jovens guerreiros com um feitiço que somente a força silenciosa de Sorcha pode quebrar. Se falhar, todos continuarão encantados e morrerão!

Mas os seres da floresta veem Sorcha como sua filha e a colocam sob a guarda de um destemido guerreiro, porém o preço dessa proteção é abandonar a segurança de tudo o que conhecia para seguir até terras estrangeiras e hostis... Em pouco tempo, a jovem se vê dividida entre o seu dever, que significa a quebra da maldição que aprisiona seus irmãos, e um amor cada vez mais forte, e proibido, pelo guerreiro que lhe prometeu proteção.  R$ 35,90

A probabilidade estatística do amor á primeira vista: Com uma certa atmosfera de "Um dia", mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia. R$ 16,80

Como eu era antes de você: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro. R$ 17,70

Quem é você, Alasca?: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras - e está cansado de sua vidinha segura e sem graça em casa. Vai para uma nova escola à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o 'Grande Talvez'. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, engraçada, problemática e extremamente sensual, Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao Grande Talvez. R$ 16,80

Serial Killers - Anatomia do mal: O que faz gente aparentemente normal começar a matar e não parar mais? O que move – e o que pode deter – assassinos em série como Ed Gein, o psicopata americano que inspirou os mais célebres maníacos do cinema, como Norman Bates (Psicose), Leatherface (O Massacre da Serra Elétrica) e Hannibal Lecter (O Silêncio dos Inocentes). Como explicar a compulsão por matar e o prazer de causar dor, sem qualquer arrependimento? De onde vem tanta fúria?
As respostas estão no novo lançamento da editora DarkSide Books: "Serial Killers – Anatomia do Mal", dossiê definitivo sobre o universo sombrio dos psicopatas mais perversos da história. Escrito por Harold Schechter – que pesquisa o tema há mais de três décadas, o livro é referência fundamental a todos os que se interessam pelo universo da investigação e da criminologia.
Em "Serial Killers, Anatomia do Mal" você vai descobrir como eles matam e por que eles matam. Pontuado por curiosidades macabras, dados científicos e fatos pouco conhecidos sobre a trajetória e a mente dos principais criminosos em série dos Estados Unidos, O livro de Schechter abrange desde a criação do termo serial killer no início do século 20 até o fascínio exercido por matadores seriais na cultura pop (cinema, música, literatura). Histórias reais, assassinos reais, de uma maneira que você nunca viu, estudados com profundidade, rigor científico e conhecimento psicológico. Um livro que vai atrair a atenção dos fãs das séries CSI, Dexter, Criminal Minds e do Canal Discovery Investigation e de todos aqueles que que querem entender o que se passa na mente dos assassinos mais temidos e cruéis de todos os tempos. Sem dúvida, oriundos de um sociedade que precisa repensar urgentemente como cicatrizar essas feridas abertas. R$ 51,90

Então, é muito livro e muito preço. Eu tô querendo outros claro, principalmente o box de Harry Potter, mas ele é caro demais pra entrar nessa lista. Enfim, espero que tenham gostado e se alguém quiser fazer doações de livros pra mim, tamos aí ok? kkk
Beijo, flw's.

*todas as sinopses foram tiradas do site da Saraiva

quarta-feira, junho 4

Mas na verdade eu nem sei se vale á pena.
É claro que não custa tentar, mas eu já não vejo mais sentido algum. Será só uma perca de tempo que não mudará em nada a minha vida.
E pensar que isso tudo tá acontecendo porque eu cansei. Larguei tudo, joguei pro alto, quis seguir em frente.
Engraçado como a felicidade das pessoas irrita os outros, mas eu sinceramente pensei que a minha felicidade não fazia muita diferença á ninguém.
Quando eu vi que aquilo tudo estava me enchendo o saco e decidi que tava na hora de pôr um fim, e realmente tomei uma atitude invés de cruzar os braços e ficar pedindo aos céus uma solução milagrosa, teve gente que se incomodou.
E parece que se incomodar não bastou. Era necessário me magoar.
Mas agora que eu finalmente posso magoar quem me machucou, quem me fez mal, não me parece ser o certo. E sim o óbvio.
Eu sempre achei a vingança uma coisa certa, olho por olho, dente por dente né? Mas agora, não que eu não queira me vingar, é só que parece que essas pessoas não merecem nem isso.
São pessoas de mente pequena, poluídas e vazias. No fim, acho que a vida já se vingou delas por mim.